Campanha Nacional pelo Direito à Educação inicia visitas a países africanos de língua portuguesa

A partir desta semana, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação do Brasil inicia uma série de visitas aos países lusófonos africanos, em atividades do PCSS – Lusófonos (Programa de Cooperação Sul-Sul com Países Lusófonos), iniciativa da Campanha Brasileira em parceria com a OSF (Open Society Foudations). O objetivo do Programa é fortalecer a atuação da sociedade civil organizada na incidência política pela garantia do direito à educação nos países envolvidos. Participam Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Em maio de 2011, a primeira atividade do Programa reuniu em São Paulo dez representantes dos seis países, em uma oficina de articulação que permitiu uma maior interação entre ativistas de redes nacionais de educação.

Agora, com as visitas, o propósito é aprofundar o conhecimento sobre a realidade local e sobre o contexto social de cada país, a fim de compartilhar experiências sobre incidência em educação em cada um deles. No futuro, serão elaborados, coletivamente, planos de ação para atuação política em prol da garantia do direito à educação em cada país.

As visitas preveem reuniões com diversos atores do campo da educação, como universidades, organizações da sociedade civil e das Nações Unidas, escolas e comunidades locais, além de contatos oficiais com representantes governamentais e com as representações diplomáticas do Brasil em cada país.

São Tomé e Príncipe é o primeiro país a ser visitado pelo Programa, entre os dias 7 e 13 de outubro, quando serão realizadas reuniões com organizações sociais e visitas a escolas e ONGs que atuam na área da educação.

Para o dia 12/10, estão previstas uma reunião com a Coordenadora Geral de Educação do Ministério da Educação e gravação de um debate sobre o direito à educação na TV Nacional, com a participação da Campanha Brasileira, Rede STP (São Tomé e Príncipe), sindicatos e outras organizações.

Em São Tomé e Príncipe, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação do Brasil estará representada por Cleuza Repulho, membro de seu  Comitê Diretivo. Cleuza é secretária municipal de educação de São Bernardo do Campo, município de 788.560 habitantes, localizado na Grande São Paulo. Ela é presidente da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e foi secretária municipal de educação de Santo André (2001 a 2007). A delegação ainda se compõe de Maitê Gauto, assessora de projetos da Campanha, e de Trine Petersen, coordenadora de programas da OSF.

No último dia, 13/10, a delegação do PCSS-Lusófonos viaja para Cabo Verde, onde realiza atividades até o dia 18/10 e depois segue para Guiné-Bissau. Angola e Moçambique serão visitados no mês de novembro. Em cada país, a Campanha Brasileira será representada por diferentes membros de sua direção.

Cronograma
São Tomé e Príncipe: de 7 a 13 de outubro ( veja aqui a programação)
Cabo Verde: de 13 a 18 de outubro ( veja aqui a programação)
Guiné-Bissau: de 18 a 24 de outubro ( veja aqui a programação)
Angola: de 14 a 17 de novembro
Moçambique: de 19 a 23 de novembro

Contatos
Campanha Nacional pelo Direito à Educação – Brasil
Telefone/fax: +5511 3159-1243
Telemóvil: +5511 8793-7711
E-mail: lusofonos@campanhaeducacao.org.br

Anúncios

Publicado em 05/10/2011, em Lusofonia em rede. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: