Arquivo mensal: novembro 2011

No Brasil, Twitter e Facebook são ferramentas em forte mobilização digital para pressionar Congresso Nacional

Imagem

Criado e coordenado pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, o Movimento “PNE Pra Valer!” é uma mobilização da sociedade civil que, por meio de ações organizadas por diversas pessoas, instituições, redes e movimentos, vêm se dedicando a analisar a proposta do Projeto de Lei 8035/2010, que trata do novo Plano Nacional de Educação (PNE). O objetivo é contribuir para que o Plano reflita as deliberações da Conae (Conferência Nacional de Educação), os anseios e as necessidades da educação pública brasileira, e que seja resultado de um amplo trabalho coletivo e colaborativo entre os diversos atores que fazem a educação no Brasil.

Uma série de ações já foi realizada pela sociedade civil no acompanhamento e monitoramento do processo legislativo de tramitação do PL 8035/2010, como a divulgação de Posicionamentos Públicos demandando que o Ministério da Educação (MEC) encaminhasse a sua proposta para o Congresso Nacional, a elaboração de um consistente “Caderno de Emendas” à proposta do MEC, a elaboração e divulgação da Nota Técnica “Por que 7% do PIB para a educação é pouco? Cálculo dos investimentos adicionais necessários para o novo PNE garantir um padrão mínimo de qualidade”, um importante subsídio da sociedade civil para a discussão do financiamento público da educação, entre outra centena de ações espalhadas por todo o país.

O momento vivido agora pelo Movimento “PNE pra Valer!” no Brasil é a pressão sobre o Congresso Nacional brasileiro, que deve apresentar o seu relatório sobre o PL 8035/2010, encaminhado à Câmara dos Deputados pelo Ministério da Educação no final de 2010. Para dirimir a estratégia governamental de adiar sucessivamente a apresentação do relatório da Comissão Especial do Plano Nacional de Educação, o Movimento “PNE pra Valer!” organizou e está mobilizando um “tuitaço”, onde centenas de ativistas da educação estão enviando mensagens via Twitter e Facebook  a todos os parlamentares envolvidos na discussão do PNE, exigindo a imediata apresentação do relatório, permitindo ainda o debate da sociedade sobre o relatório, antes de uma aprovação “a toque de caixa” pelos parlamentares antes do final de 2011. O “tuitaço” vai de 28/11 a 01/12, com as expressões #CadêPNE? e #PNEpraVALER!”. Mensagens dizendo “Caro/a deputado/a o Brasil não pode esperar! #CadêPNE? #PNEpraVALER! #CAQiJá! #10porCentoDoPIBjá!” estão sendo enviadas a cerca de 90 deputados e deputadas participantes da Comissão Especial.

Além do “tuitaço”, o Movimento “PNE pra Valer!” está realizando um “arrastão” nos gabinetes da Câmara dos Deputados.

Maiores informações sobre o movimento “PNE Pra Valer!” podem ser encontradas em:

Site do “PNE pra Valer !”

http://pnepravaler.org.br/

Facebook

http://www.facebook.com/events/267239983324231/

Twitter

@pnepravaler

PCSS-Lusófonos visita Moçambique

A partir deste sábado, 19/11, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação do Brasil estará em Moçambique, dando continuidade à série de visitas que teve início em outubro aos países lusófonos africanos.

A missão faz parte das atividades do PCSS- Lusófonos (Programa de Cooperação Sul-Sul com Países Lusófonos), iniciativa da Campanha Brasileira em parceria com a OSF (Open Society Foundations). Em Moçambique, o Mept (Movimento Educação para Todos) é a organização engajada no Programa e anfitriã da missão.

Veja aqui a programação

A missão será realizada entre os dias 19 e 24 de novembro e, neste período, haverá reuniões com o Ministro da Educação de Moçambique, Zeferino Martins, com organismos das Nações Unidas (UNICEF e Unesco), com organizações  ligadas às áreas de educação, desenvolvimento social e direitos humanos, visitas a unidades escolares, entre outras atividades. Na terça-feira, 22/11, está prevista uma coletiva de imprensa para dar aos interessados mais detalhes sobre os objetivos do Programa e da visita a Moçambique.

Em Moçambique, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação do Brasil estará representada por seu dirigente, Avanildo Duque. Avanildo é agrônomo, gestor ambiental e mestre em geografia, com pós-graduação em cooperativismo. É coordenador geral de programas e coordenador temático de educação da ActionAid Brasil, representando a mesma no Comitê Diretivo da Campanha Brasileira pelo Direito à Educação. Atua como consultor metodológico na área de planejamento estratégico e é consultor na área de avaliação institucional de projetos voltados para o fortalecimento da agricultura familiar e agroecologia, desenvolvimento comunitário e mulheres, crianças e adolescentes, educação popular em saúde, entre outras atividades. A delegação ainda se compõe de Maitê Gauto, assessora de projetos da Campanha Brasileira, e de Trine Petersen, coordenadora de programas da OSF.

Contatos

No Brasil – Campanha Nacional pelo Direito à Educação – Brasil

Telefone/fax: +5511 3159-1243

Telemóvil: +5511 8793-7711

E-mail: lusofonos@campanhaeducacao.org.br

Em Moçambique – Mept (Movimento Educação para Todos)
Telefone: +258 21 405532
Fax: +258 21 490041
Email: meptdinis@tdm.co.mz