Arquivo da categoria: UNILAB

PCSS-Lusófonos seleciona consultores para pesquisa sobre educação nos Palop’s

O Programa de Cooperação Sul-Sul pelo Direito à Educação entre Países Lusófonos (PCSS-Lusófonos) selecionará dois consultores para apoiar a realização de diagnóstico da situação da educação nos países participantes do Programa – Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

A ação é parte do Programa que vem sendo implementado desde novembro de 2010 pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, em parceria com o Programa de Apoio à Educação da Open Society Foundations (ESP-OSF), e almeja contribuir para a ampliação do acesso à educação e para a melhoria da qualidade da oferta desse direito nos países participantes por meio do fortalecimento da capacidade de incidência política da sociedade civil sobre as políticas do setor.

O diagnóstico sobre a situação da educação é uma das atividades previstas para a fase 02 do PCSS-Lusófonos, e tem por objetivo gerar informações novas e atualizadas que sirvam de subsídios para o desenvolvimento e o fortalecimento de ações de incidência política das redes da sociedade civil. O PCSS-Lusófonos pretende produzir, junto com as redes nacionais de Educação para Todos (EPT), uma visão ampla e crítica sobre o direito à educação e gerar novas ferramentas para o monitoramento das políticas governamentais na área, colaborando para um balanço do Programa EPT em cada um dos países.

A pesquisa será desenvolvida em parceria com a Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), via programa ECOSS (Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos e Cooperação Sul-Sul), grupo com o qual será produzida uma base comum de pesquisa sobre cada um dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (Palop’s). A partir do diálogo entre a equipe do Programa, as redes nacionais, consultores e parceiros, o PCSS-Lusófonos seguirá com uma pesquisa temática em cada um dos países participantes e o ECOSS com uma pesquisa sobre Educação de Jovens e Adultos.

Serão selecionados dois consultores para apoiar a realização do diagnóstico. Um consultor se dedicará a Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe, e o outro atuará em Angola e Moçambique.

Os candidatos deverão enviar currículo, indicação de referências e carta de candidatura à vaga até 06 de maio aos cuidados de Mila Dezan, pelo email lusofonos@campanhaeducacao.org.br com o título Consultoria para o PCSS-Lusófonos.

Para saber mais sobre o PCSS-Lusófonos acesse https://cooplusofonoseducacao.wordpress.com/sobre

Para conhecer outras ações da Campanha Nacional pelo Direito à Educação acesse www.campanhaeducacao.org.br

EditalConsultoresLusofonos

Anúncios

Redes de educação se reúnem em Cabo Verde para discutir incidência política

A Campanha Nacional pelo Direito à Educação do Brasil inicia na próxima segunda-feira (29/10), na cidade de Praia, em Cabo Verde, atividade para discutir e preparar ações de incidência pelo direito à educação em países africanos de língua portuguesa.

A oficina integra o Programa de Cooperação Sul-Sul com Países Lusófonos (PCSS-Lusófonos), parceria entre a Campanha Brasileira e a OSF (Open Society Foundations). Em 2011, o Programa realizou diversas ações em conjunto com os países lusófonos africanos, entre elas uma rodada de visitas a Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Oficina

A oficina tem como objetivo debater como a sociedade civil organizada dos países lusófonos pode contribuir com a expansão e a melhoria da educação básica, por meio de ações de incidência política a serem desenvolvidas em 2013. Em todos os países participantes, o Programa Educação para Todos (EPT ou EFA, em inglês) se encerrará em 2015 sem ter alcançado as metas para educação estabelecidas no ano 2000, em Dakar.

De segunda-feira (29/10) a quinta-feira (1/11), serão destacados planos de ações a serem desenvolvidos pelas redes EPT de Moçambique, Guiné-Bissau, Brasil, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde e Angola. Além disso, a oficina apresentará iniciativas bem-sucedidas de incidência política de outros países, servindo de inspiração aos participantes.

A atividade acontecerá no hotel Oasis Atlântico Praiamar, tendo a Rede EPT de Cabo Verde como anfitriã. (Veja a programação completa clicando aqui).

Evento aberto ao público

Na sexta-feira (2/11), acontece o Colóquio “Educação e Cooperação Sul-Sul – Solidariedade e Participação Social em Rede”, em Assomada, no município de Santa Catarina, na Ilha de Santiago. O evento é aberto ao público e será realizado das 9h às 13h30 no auditório da Escola Técnica de Assomada.O objetivo é discutir os desafios para o desenvolvimento de programas de cooperação sul-sul solidários na área de educação. A atividade é uma promoção conjunta da Unilab (Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira), da Ação Educativa (ONG que atua em São Paulo, Brasil) e da Campanha Brasileira.

Delegação brasileira – Integram a delegação brasileira do PCSS: Daniel Cara e Mila Dezan, respectivamente, coordenador geral e assessora de projetos da Campanha Nacional pelo Direito à Educação; Amélia Bampi (Fundação Abrinq-SavetheChildren) e Salomão Ximenes (Ação Educativa), dirigentes da Campanha. A coordenadora de programas da OSF, TrinePetersen, também acompanhará as atividades.

Sobre o Programa – O PCSS-Lusófonos (Programa de Cooperação Sul-Sul com Países Lusófonos) é uma iniciativa da Campanha Nacional pelo Direito à Educação (Brasil) em parceria com a OSF (Open SocietyFoundations), com objetivo de fortalecer a atuação da sociedade civil dos países lusófonos na incidência política em defesa do direito à educação. Participam do PCCS-Lusófonos representações de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Informações à imprensa

No Brasil – Campanha Nacional pelo Direito à Educação do Brasil
Jéssica Moreira – assessoria de imprensa
Telefone/fax: +5511 3159-1243
Telemóvil: +5511 8793-7711
E-mail: jessica@campanhaeducacao.org.br

Em Cabo Verde – Rede Educação para Todos Cabo Verde
Abraão Borges – coordenador da Rede EPT Cabo Verde
Tel.: 238 2619668/ 238 9923380 / 238 5949687
Fonte: Campanha Nacional pelo Direito à Educação

Unilab realiza primeira missão internacional de 2012. Destinos: Cabo Verde e Guiné-Bissau.

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab) realiza a partir desta sexta-feira (03) a primeira missão internacional de 2012. Desta vez, o destino será Cabo Verde e Guiné-Bissau, na África. Até o dia 15 de fevereiro, a comitiva vai realizar várias atividades, com o objetivo de avançar nas articulações com universidades, ministérios da Educação e embaixadas brasileiras nos países visitados. A equipe também vai divulgar o calendário de inscrições para seleção de alunos estrangeiros dos cursos de Graduação da Unilab, que continuam abertas.

Além das visitas oficiais, vão ser realizados dois seminários para apresentar a Unilab à sociedade de Cabo Verde e Guiné-Bissau. Os eventos serão realizados nos centros culturais das Embaixadas do Brasil dos dois países. Outra pauta importante a ser discutida durante a viagem é sobre o programa ECOSS, Centro de Referência em Educação de Jovens e Adultos, voltado para a criação de uma rede internacional no eixo Sul-Sul para ações de pesquisa, comunicação e formação na área da Educação de Jovens e Adultos.

A comitiva da Unilab na missão a Cabo Verde e Guiné-Bissau é formada pela pró-reitora de Graduação e coordenadora do ECOSS na Unilab, Jacqueline Freire; Mariana Melo, assessora de relações institucionais; John Hebert, professor do Curso de Engenharia de Energias e membro da Coordenação de Educação a Distância, e pelo técnico da Pró-Reitoria de Graduação, o pedagogo José Veríssimo.

Após o fim dos trabalhos, será elaborado um relatório técnico com o resultado das atividades. Este documento vai nortear as próximas missões, que a partir de agora ganham caráter programático e regular.

As missões da Unilab nos países parceiros ocorrem desde 2008, quando foi instalada a comissão de implantação da universidade, por determinação do Ministério da Educação. Nesses quatro anos, já foram realizados vários convênios de cooperação técnica, oficinas, visita de alunos africanos à Unilab, reuniões e encaminhamentos para criação de cursos de graduação e pós-graduação.

Agenda:

03/02: Embarque da comitiva

03 a 09/02: Missão em Cabo Verde

08/02: Seminário Unilab e Cooperação Solidária em Cabo Verde (Auditório Centro Cultural Brasil Cabo Verde – 10h)

10 a 15/02: Missão em Guiné-Bissau

14/02: Seminário Unilab e Cooperação Solidária em Guiné-Bissau (Auditório Centro Cultural Brasil Guiné-Bissau – 09h)

15/02: Retorno ao Brasil

Fonte: Unilab

http://www.unilab.edu.br